Os Integrantes

Laidson Alex (Vocalista)

Eu me chamo Laidson Alexandre de Oliveira. Tenho 36 anos, trabalho com música desde os 10, e sou vocalista da banda Loz Kuatros há 06 anos.

Venho de uma família simples e apaixonada por música, apesar dos meus pais não praticarem ativamente como músicos.

Sempre gostei de ouvir músicas em Lps, Fita cacetes, principalmente de vários artistas Baiano como Netinho, Daniela, Ivete, Durval, Tatau entre outros. Maravilhado com os artistas baianos e escutando de Raul Seixas a Luiz Gonzaga, pelos meus país, minha Paixão pela música foi inevitável.

Aos 10 anos eu já participava de vários eventos artísticos na Escola,  ganhei vários festivais de Música, despertando assim a vontade de trabalhar profissionalmente no ramo da música.

Cantei em projetos na Escola, bandas da Cidade e Região, ganhando experiência e adquirindo conhecimento e malícias no Ramo.

Hoje com muito orgulho, participo do projeto Loz Kuatros, aonde eu, meu Irmão Leonardo e Maciel, idealizamos e colocamos em prática esse Grande sonho!
Levando alegria, energia, swing e muito romantismo por onde a gente passa.

Hoje estou vivendo um momento muito especial da minha carreira, e só posso agradecer a DEUS e aos nossos empresários por nos proporcionar essa estrutura de poder trabalhar e viver da música, sempre com humildade, fé e perseverança, buscando nosso lugar ao Sol a cada dia.

Vocalista Loz Kuatros Laidson Alex
Laidson Alex (Vocalista)
Baixista do Loz Kuatros Ciel 14
Maciel Santos (Ciel 14)

Ciel 14 (baixista)

Maciel Santos, mais conhecido como Ciel ou Ciel 14, nasci na cidade de Petrolândia Velha no interior do Pernambuco, logo em meu primeiro ano de vida fomos obrigados nos mudar, pois a cidade teve de ser parcialmente inundada pelo Rio São Francisco para a construção da barragem da Hidrelétrica Luiz Gonzaga, hoje a cidade é chamada de Petrolândia Nova, e foi onde tudo começou.

Na música comecei por influência de meu pai que tocava percussão e de meu irmão que tocava bateria. Eu gostava muito de vê-los tocar, e com isso foi surgindo o interesse pela música.
Entre meus oito/dez anos de idade, percebi que tinha jeito pra tocar bateria, desde então fui tomando gosto pelo instrumento. A medida em que fui tocando, aprendendo, acabei por fazer parte de várias bandas na cidade de Petrolândia.

Acredito que por ser baterista, tomei conhecimento e gosto por contrabaixo, justamente pela junção e conexão entre baterista e contrabaixista.

Comecei a tocar contrabaixo sem pretensão de ser baixista, foi somente por curiosidade, quando percebi já estava recebendo convites para tocar em algumas bandas na região.

Depois de passar por várias bandas na cidade de Petrolândia, surgiu o convite de Laidson (vocalista) pra tocar na banda Sapêko da bahia, na cidade de Paulo Afonso/BA. Foi uma experiência muito importante para minha carreira, pois  vivi momentos marcantes na minha vida, tanto como músico e como pessoa, construí e firmei ótimas amizades, como Laidson e Leonardo que estamos juntos até hoje.

Depois da banda Sapêko que trazia um ritmo de pagode e axé baiano, tivemos a ideia de criar a banda Loz Kuatros, com um ritmo totalmente diferente do que estávamos habituados a tocar e que na época estava ganhando força, o arrocha romântico, graças a Deus vem dando certo.

É uma responsabilidade enorme ser contrabaixista da banda, pois para mim não há nada mais difícil que tocar nos graves, só meus amigos baixistas vão entender.

Essa é um pouco da minha história como músico contrabaixista.

Leonardo Alexandre (Guitarrista)

Natural de Paulo Afonso BA, sempre tive convivência com a música em minha casa, mas o primeiro contato com um instrumento musical foi aos nove anos, quando ganhei um pandeiro de presente e depois aprendi outros instrumentos de percussão, mas senti uma maior atração pela parte harmônica, foi então aprendi a tocar cavaquinho.

A partir daí fui tocando em eventos de colégio e quermesses de bairro em um pequeno grupo de samba, até que meu irmão Laidson, que já vivia no meio musical me convidou para fazer parte da banda em que ele era o vocalista, e esse veio a ser meu primeiro trabalho.

Após um curto período meu irmão resolveu montar a própria banda chamada Sapêko da Bahia e eu o segui nesse novo projeto onde, depois de um tempo, me tornei guitarrista da banda, e além da banda Sapêko, também fazia freelance com outras bandas nas noites livres, com os mais variados ritmos como o samba, pagode, axé, forró, MPB, entre outros, em barzinhos e clubes que eu considero como a minha maior escola da música, e aprendi muito com isso ao longo de dez anos de banda sapêko.

Durante esse tempo tive alguns empregos como, empacotador em supermercado, montador de moveis, e auxiliar de depósito, até que veio a ideia por parte de meu irmão (Laídson) de sairmos do pagode para o arrocha, e posso dizer que foi um desafio, pois saíamos de uma vertente bem diferente desse ritmo, mas com muito empenho e dedicação nosso trabalho ao qual demos o nome de Loz Kuatros, conseguiu entrar e se manter em destaque em nossa região a quase seis anos.

Com grande orgulho dos meus quase dezoito anos de música, hoje com 29 anos, sou casado e pai de 2 filhas, sempre com o apoio de minha família, sigo acreditando neste sonho de viver da música.

Guitarrista Loz Kuatros Leonardo Alexandre
Leonardo Alexandre (Guitarrista)
Jonathan Self (Tecladista)
Jhonatan Self (Tecladista)

Jhonatan Self (Tecladista)

Me chamo Jhonatan Inocêncio da Silva, tenho 19 anos, sou Pernambucano, entrei no ramo da música há 5 anos atrás já como tecladista de outros artistas.

Sempre tive vontade de aprender tocar, mas por vim de família humilde, mesmo com todo o apoio que sempre tive da minha família, só tive condições de comprar um teclado profissional em fevereiro de 2018.

Durante esses 5 anos de música passei por grupos e bandas como: Forrozão xote de luxo, Douglas pressão, Arnaldo Nunes, entre outras.

Na minha infância tive muita influência em ouvir forró das bandas da região e, por gostar da batida, foi aí que nasceu um sentimento e curiosidade pela música, decidindo assim que seria tecladista um dia!

Até então não tinha banda fixa, foi aí que conheci o Laidson Alex, que me propôs uma viagem com a banda Loz Kuatros em uma tour no Pará. Daí em diante estamos trabalhando, sempre com muito amor pela música, com muito respeito por todos que fazem a banda.

Então só tenho a agradecer, primeiramente a Deus e a todos que trabalham em pról da banda Loz Kuatros.

Fechar Menu